Reuniões do encerramento do Plano Estratégico de Recursos Hídricos | Jornal em Destaque

MEIO AMBIENTE

Reuniões do encerramento do Plano Estratégico de Recursos Hídricos

Comitê Guandu-RJ convida a sociedade miguelense para participar da reunião participativa para o encerramento do Plano, nessa quarta-feira.





Reuniões do encerramento do Plano Estratégico de Recursos Hídricos

04/11/2018 17:32 ( Atualizado em 14/11/2018 13:09) | Cidade:Miguel Pereira | Secao:MEIO AMBIENTE | Helio de Carvalho


 


 

Foram dois anos de muitos estudos, pesquisas e participação conjunta para a construção da atualização do Plano Estratégico de Recursos Hídricos do Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Guandu, da Guarda e Guandu-Mirim (PERH – Guandu/RJ). Instituído pela primeira vez em 2006, o PERH é um instrumento de planejamento de gestão efetiva e sustentável dos recursos hídricos superficiais e subterrâneos em benefício das gerações presentes e futuras. Com execução da empresa Profill e supervisão e acompanhamento técnico da secretaria executiva do Comitê Guandu/RJ, a Associação Pró-Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (AGEVAP), uma das características do PERH é a mobilização e participação social.

 

Pensando no desafio de conciliar interesses sociais e base técnica, o plano foi realizado em três linhas estratégicas: a existência do diagnóstico participativo, entrevista com os atores sociais e a metodologia integrada por agendas. Nessa reta final, o Comitê Guandu-RJ convida a sociedade para participar das reuniões participativas para o encerramento do Plano. O objetivo é apresentar os resultados do estudo e compreender a perspectiva dos atores da região para que o documento se torne ainda mais efetivo.

 

Os encontros vão acontecer em Miguel Pereira, no dia 7 de novembro, às 9h no Centro Cultural na Praça João XXIII, no Centro e, em Seropédica, no dia 8 de novembro, às 14:00, na Câmara Municipal, no Centro.

 

O PERH fez um estudo analítico de toda Região Hidrográfica II (RH II). Só o diagnóstico do Plano tem 1200 páginas, que trazem mapeamento ambiental, social, econômico, hídrico e geológico dos 15 municípios integrantes. Os dados mostram a diversidade da região que tem a maior transposição de águas brasileira (Santa Cecília – Barra do Piraí/RJ), a maior estação de captação e tratamento de água do mundo (ETA Guandu) e, ainda, o maior centro de disposição e tratamento de resíduos sólidos da América do Sul, o CTR Santa Rosa (Seropédica).

 

Para buscar as soluções para a disponibilidade hídrica de forma sustentável a região foi destacada em seis agendas: indústria e mineração; energia e infraestrutura hídrica; agropecuária; conservação ambiental; demanda e comprometimento da água e; saneamento.

 

Para alcançar os objetivos dessas agendas o plano foi construído em um horizonte de 25 anos, dentro de quatro possíveis cenários políticos, sociais e econômicos, e estruturado em uma proposta de 8 Agendas, 40 Programas e 119 ações. No total são previstos investimentos da ordem de R$ 2.271.840.000,00 (dois bilhões, duzentos e setenta e um milhões, oitocentos e quarenta mil reais)., totalmente voltados para a melhoria da qualidade e da quantidade da água na região hidrográfica que abastece mais de nove milhões de pessoas na região metropolitana do Rio de Janeiro.

 

Encontros Ampliados de Encerramento do Plano Estratégico de Recursos Hídricos das Bacias Hidrográficas dos Rio Guandu, da Guarda e Guandu- Mirim - RH II (PERH-Guandu):

 

7 de novembro, quarta-feira: às 09h, no Centro Cultural na Praça João XXIII, 99 - Centro. Miguel Pereira/RJ

 

8 de novembro, quinta-feira: às 14h, na Câmara Municipal de Seropédica. Avenida Ministro Fernando Costa, 754 - Centro. Seropédica/RJ.



































 

JORNAL EM DESTAQUE | Todos os Direitos Reservados