Utilizamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência no nosso site.

Para obter mais informações, consulte nossa política de cookies

LER A POLITICA DE PRIVACIDADE E COOKIES

ACEITAR




O Racismo e as Contradições Sociais | Jornal em Destaque

O Racismo e as Contradições Sociais

.



O Racismo e as Contradições Sociais

02/07/2020 15:44 | São Paulo | Colunista |

João Costa

Na qualidade de Jornalista, Colunista, Blogueiro e Comunicador, nunca me vi em uma situação de discriminação. Porém, a rigor, não quer dizer que eu nunca tenha sido discriminado. Sei que o preconceito existe; no entanto, por vezes de forma velada. Interessante falar sobre isto, pois já olharam para mim e sugeriram várias profissões, menos a de fazer as atividades que desenvolvo. Detalhe: isto partia de brancos e, em outros momentos, por pretos. Se eu for analisar por cor... bom, somos seres humanos e assim que sempre, tratei esta questão, inclusive quando estive na tribuna da Câmara Municipal do estado de São Paulo. Discursei após ter sido premiado com o troféu Ibero-americano na categoria de Jornalista - 2019/20 (Foto manchete). Discorri acerca da importância de que os ganhadores de troféus, dentre os quais eu, devemos dar voz a quem não tem voz. À época, estavam presentes no evento, o Subprefeito de São Paulo, Dr. Oziel Souza; o Jornalista e Apresentador da Rede Globo, Alexandre Henderson; um dos fundadores da banda Cidade Negra,  Da Ghama; o Presidente do evento, o argentino Sr. Hector Omar Salcedo; o Presidente da ADRA - Associação de Representantes de Artistas da Argentina, Sr. Ricky Pagalday dentre tantos outros. 


Antes de debater a discriminação precisamos nos ver como seres humanos e não como seres com cor. Todas as vezes que me trataram com indiferença eu fiz diferente dando, a cada um, aquilo que não recebia. Isto porque aprendi com a minha mãe-avó, a dama que me criou e de quem herdei o sobrenome Costa, que só oferecemos o que temos. Logo, quem tem amor dará amor e quem tem espinhos oferecerá espinhos. Na foto feita em 2002, em seu aniversário de 80 anos, trago a recordação da minha saudosa mãe-avó, Brasilina Maria de Jesus Costa, mulher pela qual tenho amor indescritível e que, sobretudo, dei valor em vida.  Ela está e sempre estará no meu coração e em meus discursos por toda a minha vida.


Celebração de aniversário de 80 anos da minha saudosa mãe-avó, Brasilina Maria de Jesus Costa (Foto acervo pessoal) Celebração de aniversário de 80 anos da minha saudosa mãe-avó, Brasilina Maria de Jesus Costa (Foto acervo pessoal)

Emissoras de TV e Rádio 


Nas TVs vejo que a temática sobre os pretos é discutida por uma casta branca – salvo raríssimas exceções. Muita coisa precisa mudar. Não podemos bradar em alta voz nas ruas somente quando morre um ser humano, como foi o caso do americano George Floyd, no último 25 de maio, e Brasil, em Recife - Pernambuco, no caso do menino Miguel Otávio, de apenas cinco anos de idade, que foi deixado por sua mãe com a patroa que, por negligência, deixou a criança cair do 9º andar, segundo fontes. 


Enquanto a igualdade não chegar à mesa, em forma de alimentação digna para todos; a educação não for fomentada para todos, os moradores dos guetos e favelas não forem tratados com dignidade, jamais poderemos parar de lutar. Trata-se de uma busca que necessita ser obstinada. Gosto de analisar cada nuance, para exprimir a minha visão sobre os fatos e o que vejo são desigualdades e discriminação que se reverberam nos bastidores das emissoras de TV e de Rádio, do poder público e de tantos outros segmentos sob o manto da hipocrisia. Outra coisa: a discriminação a um ser humano é um ranço histórico e, portanto, que vem de séculos. Precisamos olhar para tudo. 









PALAVRA DO ASSINANTE SOBRE O Racismo e as Contradições Sociais

Exibindo 0 Comentários


Quer comentar a matéria?






Contador      
Tenis      
ACR      
-
 
  • Política de Erros
  • Política de Privacidade
  • Termos de Uso
  • Sobre o Jornal em Destaque
  • Contato
  • JORNAL EM DESTAQUE | Todos os Direitos Reservados